Você conhece a história da energia solar?

Embora ainda tenha muito mercado para crescer, a energia solar apresenta hoje um cenário de plena ascensão na produção de energia, em que o reconhecimento em torno desta energia verde, aliada a técnicas inovadoras, faz com que ela se torne cada vez mais promissora. Entretanto, você sabia que nem sempre na história da energia solar foi assim?

Para contar sobre essa interessante história, preparamos este texto especialmente para você. Se quer entender mais sobre o assunto continue acompanhando!

Quais foram as primeiras descobertas da energia solar?

A utilização da energia solar como mecanismo para satisfazer as necessidades humanas é anterior ao surgimento da energia elétrica. Isso porque, antes mesmo da revolução industrial e descoberta da eletricidade, a energia solar era utilizada como fonte de energia para aquecer a água e a casa, potencializando os raios solares com utilização de materiais como o vidro, por exemplo.

Entretanto, já no século XIX, quando o físico francês Alexandre E. Becquerel fazia algumas experiências com eletrodos, verificou o efeito fotovoltaico, que deu origem a criação da energia solar no ano de 1839.

No começo, apesar de já se ter o conhecimento sobre a possibilidade de utilizar a radiação solar para produção de energia, a tecnologia da época não permitia que ela fosse aproveitada para suprir as atividades humanas, o que fazia com que ela fosse vista como uma atividade futurista ou mesmo utópica, devido ao grande investimento inicial necessário para a sua implantação.

Todavia, aqueles que afirmavam essas coisas não imaginavam que o avanço tecnológico se daria de forma extremamente veloz, e que mentes como Albert Einstein surgiriam para auxiliar no avanço da produção desse tipo de energia. Sua contribuição para o campo da energia fotovoltaica o auxiliou inclusive a receber o Prêmio Nobel no ano de 1923. Dessa forma, essas novas descobertas viabilizaram a produção de energia solar para fins humanos.

Já na segunda metade do século XX, pegando carona nas descobertas de Albert Einstein, alguns cientistas uniram esforços para viabilizar a energia solar, quando Calvin Fuller desenvolveu o processo de dopagem de silício. Posteriormente, Fuller compartilhou a descoberta com Gerald Person que aperfeiçoou a técnica. Person por sua vez compartilhou seus experimentos com Daryl Chapin.

Chapin realizou outras contribui√ß√Ķes que auxiliaram na evolu√ß√£o da energia solar. Por fim, no ano de 1954, foi apresentada a primeira c√©lula solar na National Academy of Sciences, na cidade de Washigton por estes tr√™s cientistas.

National Academy of Sciences

Como se deu o crescimento desta tecnologia e quais foram os países que mais investiram em seu aprimoramento?

Os pa√≠ses que mais investiram na energia solar foram aqueles que mais tiveram condi√ß√Ķes para financiar pesquisas e que possu√≠am capital cultural para bancar essas transforma√ß√Ķes, seja por meio de incentivos governamentais, seja por meio de iniciativas de agentes privados na sociedade.

Entre esses países, destacamos a Alemanha, os Estados Unidos, o Canadá e o Japão. Atualmente, outros países têm se destacado como a Suécia e Israel.

As primeiras utiliza√ß√Ķes da energia solar foram feitas por programas que disponibilizavam de grande quantidade de recursos para investimento, como as miss√Ķes espaciais no auge da guerra fria. A energia solar era utilizada para alimentar os sat√©lites lan√ßados na orbita terrestre. A primeira experi√™ncia se deu com o Vanguard I, lan√ßado no ano de 1958, em que os pain√©is eram capazes de produzir somente 1 Watt de energia, que era utilizado para abastecer seu r√°dio.

Vanguard I

No ano de 1973 a energia solar foi utilizada pela primeira vez para abastecer uma casa. A experi√™ncia se deu nos EUA, no estado de Delaware e por iniciativa da Universidade de Delaware. O projeto foi batizado de ‚ÄúSolar One‚ÄĚ.

Ao longo do tempo, o percentual de conversão da energia solar foi crescendo. O primeiro painel criado no ano de 1954 apresentava uma eficiência de 6%. Entre os anos de 1957 e 1960, a Hoffman Eletronics conseguiu alcançar 14%. Em 1985, a universidade americana de South Wales alcançou 20%.

Em 1999, a pesquisa realizada pela National Renewable Energy Laboratory e a Spectrolab Inc. conseguiu mais que dobrar o patamar, alcan√ßando a marca de 33.3%. O √ļltimo recorde de efici√™ncia de capta√ß√£o de energia solar por um painel pertence √† Universidade South Wales, que no ano de 2016 voltou novamente a liderar este quesito com 34.5% de efici√™ncia na capta√ß√£o de energia solar.

Mas não foram só os percentuais de eficiência que melhoraram com o tempo. Os preços dos sistemas solares foram ficando cada vez mais acessíveis. Essa queda de preço tem contribuído para aumento da demanda e consequente popularização do sistema de energia solar.

Para se ter uma ideia, na década de 50, o custo médio de um painel solar era de 300 dólares por cada Watt produzido. Na década de 70 esse valor caiu para 100 dólares. Atualmente, um painel pode custar apenas 50 centavos de dólar por watt gerado. Uma queda e tanto!

Qual é a história da energia solar no Brasil?

Se a hist√≥ria da energia solar no mundo √© recente, aqui no Brasil ela √© mais contempor√Ęnea ainda. Isso porque ela come√ßou a ser popularizada apenas na d√©cada de 2000. Anteriormente a isso, t√≠nhamos apenas poucos casos isolados de sistemas de energia solar localizados em escrit√≥rios e fazendas.

Mesmo com a recente popularização da energia, que passou a ser utilizada mais comumente em ambientes comercias e residenciais, o Brasil ainda tem muito campo para crescer nesse mercado, pois conta com um bom nível de irradiação solar em seu território, especialmente na região nordeste do País.

Atualmente, menos de 1% da energia gerada no pa√≠s provem da energia solar. S√≥ no ano de 2014 foi implantada a primeira contrata√ß√£o de energia solar p√ļblica, o que demonstra que ainda h√° muito a ser feito. Apesar de n√≥s no Brasil ainda estarmos engatinhado na produ√ß√£o desta energia, a evolu√ß√£o tecnol√≥gica aliada com o interesse p√ļblico de investir em alternativas sustent√°veis d√£o uma √≥tima perspectiva para a capta√ß√£o de energia solar.

Além disso, esta energia verde já se tornou um investimento viável para ser colocado em residências e estabelecimentos comerciais, pois com a utilização do sistema de compensação de créditos de energia solar, a conta de luz fica bem barata, podendo obter até 95% de economia.

Sendo assim, agora que você conhece a história da energia solar no Brasil e no Mundo, pesquise mais sobre os benefícios que ela traz para a sua casa e para a sociedade e considere a sua utilização em sua residência ou negócio!!

Que tal compartilhar esse texto em suas redes sociais para que seus amigos também conheçam a história da energia solar?!